Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 23-02-2009

SECÇÃO: Opinião

A NOVA FACE DE CABECEIRAS DE BASTO

foto
Continuemos com o tema do trabalho anterior em que temos vindo a desenvolver o conceito generalizado daquilo que tem acontecido na história recente do nosso concelho que é afinal do conhecimento de todos nós, pelo menos dos mais atentos.
Já muita coisa foi referida, mas outras tantas falta ainda referir.
O saneamento há muito que vem sendo melhorado e a sua rede alargada, os efluentes são conduzidos para uma Etar onde são tratados antes de ser despejados no rio Peio. A rede de água tem sido melhorada e reforçada com captação em local mais próprio e de melhor qualidade.
A antiga cadeia, agora transformada em casa da música, foi totalmente renovada assim como o centenário pelourinho e toda a área envolvente. Quanto a eventos, são muitos os que acontecem anualmente, tais como; Agrobasto, Associativismo. Festa do Fumeiro, Festa de Natal, São Martinho, Festival de Folclore, Cantar as Janeiras, Cantigas de Abril, Festa do Idoso. Festa do Emigrante, Ida à Feira de Santarém, Ida à Quinta da Malafaia e outros.
Há algumas valências anteriores a 1994. O Bairro João Paulo !!. a Escola Secundária, o Infantário e a Segurança Social, mas creio que foram feitas com dinheiros dos Ministérios que as tutelam. O Lar Dr. Manuel Fraga é propriedade da Santa Casa da Misericórdia e tem capacidade para setenta idosos.
Vamos agora fazer uma ronda pelas freguesias que são um total de dezassete, referindo apenas as obras de maior envergadura e os locais onde foram edificadas, embora todas elas nos mereçam o mesmo respeito e todas ou quase todas já têm sede própria.
Abadim: - Tem agora uma praia fluvial com zona de lazer. Um Aeródromo para aeronaves de pequeno porte. De Minhos de Rei até á Veiga a estrada já está asfaltada e existem vários parques de merendas. A Veiga tem agora excelentes condições para a prática de turismo de montanha. O casão foi totalmente remodelado e dispõe de óptimas condições para albergar grupos, dado que possuí duas camaratas para trinta e duas pessoas, cozinha completa, sala de estar, sala de jantar e sanitários. A casa que era do guarda está agora reservada também a turistas. A típica aldeia de Busteliberne deixou de estar isolada. Já se pode ir até á Veiga a partir de Vila Boa porque tem agora estrada alcatroada. Abadim tem também um óptimo Centro Comunitário de apoio a idosos. A freguesia de Bucos, tal como as outras recebeu benefícios e tem agora um Lar para Idosos sediado no lugar de Vila Boa.
Cabeceiras de Basto, é a freguesia que fornece água à sede do concelho. É aqui que se encontra a benemérita Fundação A.J. Gomes da Cunha vocacionada para o apoio a deficientes. Esta Instituição tem merecido muita atenção da parte do Município que lhe presta muito afecto e carinho.
Outeiro e Painzela para além do mais têm parques desportivos dedicados à prática de diversos desportos.
Arco de Baúlhe: - Em área esta freguesia é pequena mas densamente habitada e talvez por isso tem sido contemplada com infraestruturas de grande valia. Um Pavilhão Gimnodesportivo, Piscina Municipal, Biblioteca, Centro de Emprego, Centro de Saúde, Central de Camionagem, um Bairro Social e uma grande e moderna Escola Secundária e recentemente um novo Parque de Jogos.
O largo da Serra e a Rua do Arco também receberam grandes melhoramentos, assim como outras obras que não são tão visíveis.. É também do Arco que parte a Vila Rápida que liga a A7 às Zonas Industriais de Lameiros e Sta. Senhorinha sendo o vale desta última freguesia atravessado por um extenso viaduto já em fase de acabamento. É ainda no Arco de Baúlhe que se encontra o Museu Ferroviário e possui já uma Etar para tratamento de efluentes.
Saltemos agora para a freguesia de Cavez, de onde sou originário, que é uma das maiores do concelho porque dela fazem parte Moimenta, Arosa, Reboriça e Rabiçais. É aqui que se produz um dos melhores vinhos da região e muito constada devido à romaria de São Bartolomeu e da pancadaria que lá caía entre os rivais de Cerva e Mondim e descrita por Camilo Castelo Branco num dos seu livros que também faz referência à sua bonita Igreja.
Cavez possui já um Pavilhão Gimnodesportivo, um Centro Comunitário, um Centro de Saúde uma boa Escola e um bom Lar para Idosos, obra impulsionada pelo saudoso Pe. Barroso e projecta-se para breve a sua ampliação. O rancho São João Batista, o rancho de Arosa e o Desportivo de Cavez são Associações muito activas. A Pista de Pesca Desportiva sempre muito frequentada. Já aí se realizaram concursos mundiais da modalidade.. O Cemitério foi recentemente aumentado e outras obras aconteceram.
Quanto às freguesias não mencionadas é obvio que também receberam melhoramentos em maior ou menor escala se bem que as obras continuam por todo o lado e em bom ritmo. Graças aos bons acessos que cobrem todo o concelho temos agora em aldeias distantes dois Restaurantes de referência muito frequentados por gente que vem de longe porque gostam da nossa gastronomia. Trata-se do Restaurante Nariz do Mundo em Moscoso e o Botas em Arosa… Hoje temos muitas associações espalhadas por todo o concelho e ainda bem porque a juventude precisa de atractivos saudáveis para desenvolver a sua personalidade criativa…
Pretendo aqui fazer uma pequena referência ao Samão, que sendo um lugar pequeno e distante tem o seu Grupo Associativo umas instalações espaçosas e funcionais.
Apesar do rol de obras citadas ser já extenso, muito mais havia para dizer, contudo espero humildemente ter retratado o concelho o mais aproximadamente possível tendo em mente os nossos conterrâneos que por uma razão ou por outra se encontram fisicamente arredados da sua terra natal.
Cabeceiras de Basto era um concelho parado em relação a outros de igual dimensão, não conseguia sair do pelotão da retaguarda sempre vigiado pelo carro vassoura. Até que em 1994 aconteceram eleições autárquicas e o povo talvez cansado de tanto marasmo resolve dizer “basta”. Convictamente através do voto ordenou que o Município fosse entregue a outra força política e em tão boa hora o fez que o concelho foi de imediato catapultado na senda da modernidade.
Tem sido desde então seu timoneiro o Eng. Joaquim Barreto, homem experiente de vontade férrea e dotado de grandes capacidades para o exercício do cargo. Grande Autarca e Grande Executivo a quem o concelho muito deve. Podemos hoje constatar em toda a sua plenitude que temos um concelho atractivo onde dá gosto viver.
A todos aqueles que de perto têm acompanhado o Presidente da Câmara no engrandecimente da nossa terra o meu bem haja.
E assim; está definitivamente construída “ A NOVA FACE DE CABECEIRAS DE BASTO”.

Por: Alexandre Teixeira

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.