Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 10-11-2008

SECÇÃO: Informação

INAUGURADO O CNO DA EB 2,3 DE CABECEIRAS DE BASTO

No passado dia 29 de Outubro foi inaugurado o Centro Novas Oportunidades (CNO) da Escola Básica 2, 3 de Cabeceiras de Basto em cerimónia pública que contou com as presenças do Director Regional Adjunto de Educação do Norte, Dr. António Leite, do Presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Eng.º Joaquim Barreto, da Presidente do Conselho Executivo do Agrupamento de Escolas de Refojos, Dra. Maria do Céu Caridade, do coordenador do CNO, Dr. Manuel Barroso, de formandos, professores, formadores e muitos convidados.
Estiveram também presentes os representantes de muitas Instituições e Associações com as quais o Centro Novas Oportunidades do Agrupamento celebrou protocolos de colaboração tendo em vista o desenvolvimento do referido Centro.
Com efeito, os protocolos assinados durante esta cerimónia têm como objectivo criar uma rede de várias entidades que constituam um veículo de desenvolvimento pessoal, de solidariedade e participação social, de aprofundamento da cidadania e melhoria da empregabilidade. Pretende, ainda, promover a colaboração entre os vários parceiros no sentido de facultar as respostas formativas mais adequadas ao perfil dos adultos inscritos no Centro Novas Oportunidades.

O Presidente da Câmara de Cabeceiras de Basto esteve presente na cerimónia e enalteceu os Centros Novas Oportunidades
O Presidente da Câmara de Cabeceiras de Basto esteve presente na cerimónia e enalteceu os Centros Novas Oportunidades
Na ocasião, a Dra. Maria do Céu agradeceu aos parceiros que assinaram os protocolos e aos restantes CNO’s presentes. Deu conta de que este Centro surgiu na sequência de um desafio lançado pela DREN – Direcção Regional de Educação do Norte. Disse: «há no concelho cerca de seis mil pessoas adultas que não têm a escolaridade obrigatória. Para trazê-los ao Centro algumas dificuldades têm que ser ultrapassadas, nomeadamente as deslocações e a elaboração de horários compatíveis com os afazeres de cada um. Se a população não valorizava suficientemente a escola, a existência do CNO leva-as a olhar de forma diferente para a sua valorização pessoal, uma vez que a oferta educativa é muito mais variada».

APRENDER COMPENSA

O Dr. António Leite informou que o objectivo do Governo é que até 2010 sejam certificados com o 9º ou 12º ano um milhão de portugueses. Há já 500.000 que acreditam que aprender compensa e, por isso, já se inscreveram nos Centros Novas Oportunidades. O Director Adjunto desafiou os formandos a «não aceitarem que alguém diga que o seu esforço não tem valor» dizendo-lhes que quanto mais qualificados mais preparados estarão para a vida.
A encerrar a cerimónia o Presidente da Câmara disse que a autarquia está sempre pronta para colaborar com o CNO referindo que o objectivo é melhorar o bem-estar e a qualidade de vida das populações, pelo que o trabalho dos Centros é muito positivo. Para que os objectivos sejam alcançados exortou o CNO, os formadores, os parceiros, a sociedade em geral a terem uma atitude de exigência, rigor e responsabilidade.
A propósito da existência de outro CNO em Cabeceiras de Basto, Joaquim Barreto, enquanto responsável máximo pela Mútua de Basto/Norte, entidade promotora do outro Centro, disse que «os dois terão que ser um só e que se alguém pensa dividir fiquem descansados porque não vão conseguir». E acrescentou «a Câmara estará atenta desenvolvendo todas as iniciativas que se revelem necessárias para que o objectivo seja atingido acompanhando de perto o processo educativo no concelho».

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.