Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 29-09-2008

SECÇÃO: Correio do Leitor

Correio do Leitor

Porto, 17 de Setembro de 2008

Exmos. Senhores

Estou a escrever esta carta depois de muito ter ponderado.
Sou leitora, cá no Porto, no Jornal da minha terra o “Ecos de Basto” e isso dá-me um prazer imenso e muito orgulho.
Dá-me muito prazer, ler as “historietas” da Dona Fernanda Carneiro, as “Histórias de Africa” do Senhor Alexandre, etc…
O orgulho que eu sinto ao ler o vosso, mas também, meu Jornal, é ver que a minha terra está a mexer, está em constante evolução, está a caminhar, quiçá, para se tornar numa cidade.
Já lá vão uns anos que o actual Presidente do Município tomou posse, eu recordo-me bem do antes e depois, do depois, que ainda não terminou e ainda bem. O antes, esse é para esquecer.
Um dia (estou na fase do depois) cheguei aí a Cabeceiras e fiquei boquiaberta, nem sequer sabia que rumo tomar para chegar a casa dos meus pais, em menos de nada tinham “nascido” avenidas, rotundas, prédios. Estava tudo tão diferente, tudo tão bonito.
As festas de S. Miguel, com o actual Presidente, tomaram um novo fôlego, sendo sempre bons artistas convidados para a animarem.
Eu recebo o Jornal aqui no Porto, porque, uma das minhas irmãs, vendo–me tão sequiosa de notícias de Cabeceiras, sempre que aí vou, resolveu oferecer-me um ano de assinaturas. E, é de facto, com muito orgulho, muito prazer, muita alegria e às vezes até com muita emoção que mal o recebo o começo logo a desfolhar.
Posto isto…, o motivo da minha carta: primeiro, gostaria de saber o que fazer para pagar a assinatura ou assinaturas que estejam em atraso. Em segundo lugar, e isto é que me fez ponderar se escreveria ou não.
Verifiquei, que há um tempo atrás, começaram com uma “rubrica” sobre o Código da Estrada ou Segurança Rodoviária, mas isso só aconteceu em dois ou três números do Jornal, e depois terminou, nunca mais vi nada acerca do assunto.
Gostaria de vos fazer uma proposta. A minha ocupação profissional cá no Porto, neste momento, é coordenar a formação da área rodoviária de uma empresa. Faço a coordenação da formação mas também dou formação. Sou também instrutora de condução automóvel, apesar de neste momento não estar a exercer. A minha proposta é colaborar com o Jornal Ecos de Basto para darem continuidade a esta rubrica. A Segurança Rodoviária é um tema que está na ordem do dia. Podíamos, além de assuntos de Segurança Rodoviária, esclarecer assuntos do Código da Estrada.
Gostaria de saber a opinião de quem de direito aí do Jornal acerca deste assunto.

Despeço-me de todos com um abraço ficando a aguardar resposta.

Melhores cumprimentos
Deolinda Maria Lopes O. Martins

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.