Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 18-08-2008

SECÇÃO: Informação

Ministro do Trabalho e da Solidariedade Social lança 1ª pedra
ADIB AVANÇA COM CENTRO DE DIA E DE APOIO DOMICILIÁRIO

O Ministro do Trabalho e da Solidariedade Social, Dr.José Vieira da Silva, deslocou-se no dia 2 de Agosto, a Cabeceiras de Basto para presidir ao lançamento da 1ª pedra de três obras a levar a cabo por outras tantas Instituições Particulares de Solidariedade Social, neste concelho, representando um investimento global de 2.205.985 euros.
Integradas no âmbito do Alargamento de Respostas Sociais do Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social (Programa PARES), num esforço conjunto e concertado entre o Estado, Autarquias e IPSS’s, a construção das novas valências significa mais um passo na afirmação dessa solidariedade e no consequente bem estar da população, seja ao nível da primeira infância, dos cidadãos portadores de deficiência ou dos idosos.

Município disponível para incrementar projecto de desenvolvimento social local

O programa da visita propriamente dito começou com a recepção nos Paços do Concelho, onde na oportunidade o edil cabeceirense, Engº Joaquim Barreto, realçou a importância da construção destas respostas sociais, a promover pela ADIB – Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto através da construção de um Centro de Dia e de Apoio Domiciliário a localizar na freguesia de Painzela, pela Fundação A J Gomes da Cunha, através da execução de um Lar Residencial para pessoas portadoras de deficiência, em Gondarém - S. Nicolau, assim como, a ampliação e a construção de um Lar de Idosos, Serviço de Apoio Domiciliário e Creche, a promover pelo Centro Social e Paroquial de Cavez, naquela localidade. Desta forma, o concelho fica com uma cobertura quase total no que respeita ao apoio a prestar aos sectores já referidos. O Autarca lembrou ainda, que a concretização destes projectos só foi possível graças à boa colaboração estabelecida entre as entidades, referindo a propósito, que no Município de Cabeceiras de Basto a área social foi sempre uma prioridade nas políticas implementadas. A dinamização do Projecto de Luta Contra a Pobreza, a criação dos Espaços de Convívio e Lazer, frequentados em várias freguesias por quase centena e meia de pessoas idosas fomentando desta forma, o convívio, o combate à solidão, a partilha de experiências, a prestação de serviços nomeadamente de saúde, trazem de alguns anos a esta parte, benefícios para as pessoas, conferindo-lhes melhores condições de vida.
O Presidente da Câmara, satisfeito com a cobertura ao nível dos equipamentos sociais de que o Município passará a dispor, manifestou na ocasião a disponibilidade da Câmara Municipal, para que “através dos equipamentos/serviços que possuímos, nomeadamente o Posto Móvel de Atendimento ao Cidadão, possamos desenvolver um trabalho de proximidade, de informação e de esclarecimento naquilo que é o apoio a prestar ao nível do Complemento Solidário de Idosos, mas também ao nível do Rendimento Social de Inserção”, por “entendemos que fazem parte de políticas que são do maior interesse para as pessoas e que muitas vezes não chegam correctamente junto dos seus destinatários”. Manifestou igual disponibilidade para incrementar um projecto de desenvolvimento social local, assim como para equacionar um programa de conforto habitacional para pessoas idosas, em parceria com os respectivos Ministérios.

Governo empenhado no alargamento de respostas sociais para a população


Por sua vez, o Ministro do Trabalho e da Solidariedade Social, Dr.José Vieira da Silva, agradeceu o convite formulado, realçando a importância do motivo da sua visita a Cabeceiras de Basto. O lançamento da 1º pedra destas três obras, que cobrem as várias áreas (infância, deficiência e idosos), à semelhança do que acontece um pouco por todo o país, corresponde ao empenhamento que foi colocado no desenvolvimento deste programa de alargamento da rede de equipamentos sociais - Programa PARES. Referiu ainda, trata-se de áreas fundamentais para o bem-estar das populações.
Cabeceiras de Basto mostra bem que este desenvolvimento não é possível sem a concertação de esforços. Neste sector não deve haver áreas de exclusividade, mas sim concertação de esforços, acrescentando que “não há da parte do Estado nenhuma ambição de estatização da acção social”. A prova disso é o lançamento do programa PARES. Um programa ambicioso, dinamizado exclusivamente com as IPSS, que o Estado não fez nenhum equipamento com a responsabilidade exclusiva sua, referiu aquele Governante. No âmbito deste programa, em Cabeceiras foram aprovadas quatro candidaturas que cobrem as três grandes prioridades do Governo, nomeadamente, as creches, as pessoas com deficiência e os mais idosos. Terminou dizendo que as obras a edificar “representam um acréscimo, num concelho que já nos habituou a dar à área social uma enorme prioridade, não apenas nestas áreas de acção social, mas também em outras outras deste Ministério como o emprego e a formação profissional”.
De referir ainda que as obras agora lançadas, permitirão em breve criar, na totalidade, mais 231 lugares novos em respostas sociais, manter 30 postos de trabalho e criar mais 44 novos postos de trabalho.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.