Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 16-06-2008

SECÇÃO: Informação

No passado 10 de Junho – Dia de Portugal
Ex-combatentes Cabeceirenses em Lisboa no XV Encontro Nacional

foto
Com o patrocínio da Câmara Municipal que suportou os custos do transporte, deslocaram-se a Lisboa no passado dia 10 de Junho – Dia de Portugal, cerca de meia centena de cabeceirenses e-combatentes e seus familiares, a fim de participarem no XV Encontro Nacional de Combatentes.
As cerimónias decorreram, numa primeira fase, no Mosteiro dos Jerónimos, onde, pelas 10h30m foi celebrada Missa solene presidida por D. José Policarpo, o Cardeal Patriarca de Lisboa, em sufrágio por aqueles que morreram durante a guerra colonial nas diversas frentes de batalha ao serviço da Pátria.
Mais tarde, as comemorações desenvolveram-se junto do Monumento aos Combatentes, situado nas proximidades da Torre de Belém, onde ao longo da manhã e princípio de tarde se concentraram alguns milhares de pessoas, na sua maioria ex-combatentes provindos de todos os pontos do país.
foto
Ao discurso alusivo, proferido pelo Prof. Doutor César das Neves, seguiu-se o ponto mais alto das cerimónias – o desfile de deposição de inúmeras coroas de flores na base do Monumento, em homenagem aos cerca de 10.000 mortos que durante os treze anos de guerra tombaram no cumprimento da missão. Os seus nomes, para perpetuar a sua memória, estão gravados em pedras mármore, em galeria aberta em volta do monumento. Ali, naquele imenso rol de memórias de sangue derramado, encontrámos, dispersos, os nomes de três dezenas cabeceirenses. Foi com alguma emoção que vimos alguns ex-combatentes cabeceirenses a procurar localizar nas pedras mármores os nomes dos seus conterrâneos falecidos, e com eles partilhamos informações sobre a freguesia da sua naturalidade, parentesco e familiares. Assistiu-se depois ao desenrolar das cerimónias, com desfiles improvisados de legiões de ex-combatentes - comandos, paraquedistas, fuzileiros e outros – num ritual de memórias sempre acompanhado por sonâncias épicas da Banda do Exército: Um encontro de recordações e sentimentos, uma evocação de vidas e de factos da nossa história recente, que deixou marcas bem visíveis nos rostos e nos espíritos de muitos ainda vivos.
foto

J.L.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.