Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 26-05-2008

SECÇÃO: Golpe de vista

Parabéns

Os territórios desenvolvem-se a partir das dinâmicas que as comunidades conseguem criar e imprimir. E para que essas dinâmicas produzam os efeitos necessários é preciso que essas comunidades e os seus territórios se organizem. Se falamos do espaço territorial, a sua organização assenta num conjunto de instrumentos de ordenamento, nomeadamente os Planos Directores, os Planos de Pormenor, os Planos de Urbanização, entre outros. Se falamos da organização política, esta assenta nos diferentes poderes previstos na Constituição que, no caso de maior proximidade, são as Assembleias e Juntas de Freguesia, Assembleias e Câmaras Municipais.
Mas as sociedades têm outras formas de organização tão importantes e úteis como, porventura, aquelas e que muito têm contribuído para esse desenvolvimento. Falo do movimento associativo. A participação cívica dos cidadãos tem tido um papel fundamental no processo de desenvolvimento social, económico, educativo, formativo das nossas comunidades.
Em Cabeceiras de Basto o movimento associativo sofreu na última dúzia de anos um forte incremento. Nasceram dezenas de Associações e Colectividades e outras renasceram após algum período de inactividade. E há de tudo. Há instituições de solidariedade social, há colectividades desportivas, há associações culturais e recreativas, há associações de desenvolvimento local, etc.
Hoje, quero aqui realçar a dinâmica de uma associação cabeceirense ligada à prática desportiva. Com efeito, a antiga Associação Recreativa, Cultural e Desportiva de Refojos, que mais recentemente alterou a sua designação para “Contacto Futsal Clube”, está de parabéns. Desde a época 2005/2006 que esta associação tem uma equipa de seniores de futsal a disputar as provas oficiais da modalidade. E, em três anos apenas, foi sempre a subir. Na época passada, a sua equipa de Futsal foi vice-campeã da II Divisão Distrital o que lhe permitiu subir à I Divisão. E logo na primeira época nesta Divisão foi campeã, subindo à III Divisão Nacional da Modalidade. Um feito magnífico que orgulha e honra a nossa terra e as suas gentes.
Parabéns!
Nesta altura, não posso deixar de realçar aqui também o trabalho desenvolvido por esta Associação ao nível dos atletas mais novos e do seu envolvimento na prática desportiva e ocupação dos tempos livres. Depois de terem criado a sua Escola de Futsal, a Contacto inscreveu uma equipa de crianças dos oito aos dez anos no Campeonato de Futsal das Escolas do Distrito de Braga. E mais uma vez a sua participação teve um resultado meritório. Ficaram classificados num honroso terceiro lugar.
Só podemos estar orgulhosos do trabalho desta Associação, dos seus dirigentes, dos técnicos, dos atletas, dos associados e colaboradores.
São exemplos destes que prestigiam a nossa terra.
E há por aí muita gente que, em vez de tanto teorizar, poderia passar à prática. E a prática poderia ser, envolver-se em projectos como este, dando assim o seu contributo. Haverá tantas horas de ócio que poderiam ser utilizadas em benefício de uma causa que pudesse ser útil à comunidade.
Aprendamos com exemplos destes.

A. C.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.