Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 05-05-2008

SECÇÃO: Região

Aprovado Plano Operacional Municipal

A Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios de Cabeceiras de Basto aprovou na última reunião realizada no dia 14 de Abril, o Plano Operacional Municipal para 2008.
Trata-se de um documento anual, que visa operacionalizar todo o dispositivo de Defesa da Floresta Contra Incêndios, estabelecendo de forma coordenada o envolvimento das entidades intervenientes na prevenção, vigilância e detecção, primeira intervenção, combate, rescaldo e vigilância pós-incêndio, no sentido de tornar claro o papel e a responsabilidade de cada um dos parceiros envolvidos.
Analisar o historial dos incêndios florestais nos últimos anos; avaliar os meios disponíveis no concelho de Cabeceiras de Basto nas diferentes frentes de intervenção; estabelecer a zonagem do concelho em função da vulnerabilidade e do risco aos incêndios florestais, avaliando a sua perigosidade; definir os procedimentos que cada entidade adopta em diferentes áreas de actuação, respectivamente em situações de alerta vermelho ou laranja; definir e assegurar entre as entidades uma estrutura coordenada e eficaz de intervenção, constituem as principais linhas deste POM. Segundo informação divulgada, este documento municipal versa cinco capítulos, nomeadamente, o enquadramento do concelho, os incêndios florestais, a análise do risco de incêndio, o regime florestal e a organização do dispositivo de Defesa da Floresta Contra Incêndios.

Vários parceiros juntos na defesa da floresta

Recorde-se que a Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios de Cabeceiras de Basto, é presidida pelo Presidente da Câmara Municipal, Engº Joaquim Barreto e agrega especialistas e/ou parceiros tais como, o responsável pela Protecção Civil, os representantes, da Direcção Geral dos Recursos Florestais, dos autarcas do concelho, dos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses, o Comandante da Guarda Nacional Republicana e o representante das Organizações de Produtores Florestais. Desta Comissão fazem ainda parte vários cidadãos, que pelos seus conhecimentos e experiência profissional dão o seu contributo para uma melhor preparação na prevenção aos incêndios florestais. De referir ainda que esta Comissão tem também como objectivo apresentar propostas à Agência para a Prevenção de Incêndios Florestais.
O Município de Cabeceiras de Basto, consciente do peso ambiental, económico, social e turístico das potencialidades das áreas florestais de que é detentor, tem vindo a dinamizar acções de informação e sensibilização junto da população, ao mesmo tempo que promove a vigilância dos espaços florestais, a beneficiação da rede viária, a beneficiação dos pontos de água e a execução de silvicultura preventiva ao longo das faixas laterais dos caminhos florestais e de linhas de água.
As acções levadas a cabo pela Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios contam com o apoio do Gabinete Técnico Florestal do Município que se encontra em funções desde Julho de 2004, num esforço conjunto de preservação e valorização deste património concelhio que é a floresta.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.