Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 14-04-2008

SECÇÃO: Cultura

ARCA enche salas - O teatro está para ficar!

foto
A ARCA tem, ao longo dos anos, tido como uma das suas principais vertentes o teatro, o qual tem marcado as várias gerações que de forma espontânea e natural foram pisando os palcos e da qual guardam sempre boas memórias. Os dias actuais são marcados pela nova geração de jovens que, sempre por gosto e, talvez, perseguidos pelo sonho de chegarem mais longe na arte da representação dão também os primeiros passos, a nível amador, na escola na disciplina de Teatro e nesta associação no grupo GATA – Grupo Amador de Teatro da ARCA. Assim, e aos poucos, este grupo vai levando várias peças a cena, criando lentamente um público cada vez mais fiel e admirador do seu trabalho. Foi por esse motivo que a associação se candidatou no ano transacto, ao Ministério da Cultura a uma formação nesta área, tendo o projecto denominado “ Do Texto à Representação” sido aprovado e levado a cabo pelo formador e Professor Joaquim Jorge Carvalho, com conhecido nome e experiência nesta área do teatro, o qual durante quatro meses deu formação a um grupo de jovem ciosos de saberem cada vez mais e nos quais conseguiu despertar ainda mais o desejo e a vontade de fazer teatro. O resultado deste trabalho foi uma peça da autoria do referido formador “ O Filho dos Dias”, a qual foi apresentada ao público em Arco de Baúlhe no dia 29 de Fevereiro e em Cabeceiras de Basto no dia 1 de Março.
foto
Mais recentemente o grupo GATA apresentou também no auditório municipal em Cabeceiras de Basto mais um espectáculo no âmbito das comemorações do Dia Mundial de Teatro, apresentando duas peças: “ Doce Perfume” de António Torrado e uma produção da associação “ Perdido sois vós entre as mulheres”, espectáculo esse que e mais uma vez, encheu completamente o auditório.
Dado que a alma deste grupo são os jovens que dele fazem parte fizemos questão de falar com alguns deles que se dispuseram a dar o seu testemunho e a explicarem o porquê de utilizarem grande parte dos seus tempos livres neste hobbie que lhes dá tanto trabalho, mas igualmente a mesma medida em prazer:
- Catarina Vieira – 16 anos – Estudante: “ Desde pequena que o teatro me fascina, mas foi a partir do 7º ano, quando iniciaram as aulas de teatro como disciplina na minha escola que comecei verdadeiramente a interessar-me por esta arte. Agora o gosto que sinto por tudo é cada vez maior e não pretendo libertar-me disto nunca mais!”
foto
- Ricardo Sampaio – 15 anos – Estudante : “ Não sei porque gosto, nem sei o que sinto! Ando no teatro porque sinto adrenalina ao estar no palco! Há sempre o nervosismo ao entrar em palco, uma espécie de formação de família com o público. E tudo passa. Gostei do curso porque me fez crescer dois metros em termos de representação. Sonho agora em ser actor.”
- Raquel de Carvalho Martins – 15 anos – Estudante : “ É verdade que a apresentação de uma peça dá muito trabalho: desde o decorar o texto, interiorizar a personagem, decorar o palco e tratar das roupas das personagens, ao trabalho em conjunto do grupo todo; mas é muito gratificante ouvir os aplausos no final e ouvir os comentários dos espectadores. Por tudo isto vale a pena!!”
foto
Sónia Catarina Martins Gonçalves- 12 anos – estudante : “ Tudo começou quando tinha 8 anos e fui convidada para fazer parte do grupo de teatro – GATA – Quando me estreei em palco decidi que definitivamente não iria ser a última vez! No palco da escola, na casa do povo, no centro comunitário, arranjávamos sempre um espaço para ensaiar e mesmo que o tempo aperte, ninguém pára sem ter a certeza que vai correr bem!!”
Bruna Oliveira – 16 anos – estudante: “ Descobri o gostinho pela representação no 7º ano quando fizemos a nossa primeira peça no ciclo do Arco que se chamava “ A Menina Feia”, na qual eu fazia de bobo da corte!! A partir daí fiquei fascinada pela arte de representar. O teatro é o fluxo constante do sonho… Permite libertarmo-nos e até traz uma certa recordação da infância, pois é como brincar ao faz de conta!

foto








© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.