Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 24-03-2008

SECÇÃO: Informação

Cabeceiras de Basto acolhe 3.º Encontro Ibérico de Motas Antigas de Abragão

As motos antigas estacionadas no Parque do Mosteiro
As motos antigas estacionadas no Parque do Mosteiro
Com a colaboração da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e da empresa Emunibasto, a Casa do Povo de Abragão, de Penafiel, promoveu no dia 21 de Março, o 3º Encontro Ibérico de Motas Antigas.
Uma iniciativa que este ano integrou um percurso pelo concelho de Cabeceiras de Basto. Na Sexta-feira Santa, as motas antigas partiram de Abragão – Penafiel, rumo ao Arco de Baúlhe, local onde fizeram a primeira paragem para visitar o Museu das Terras de Basto. Após a visita a este equipamento cultural, pelas 12h00m, os participantes seguiram em viagem, desfilando Estrada Nacional que atravessa as freguesias de Basto, Alvite e Refojos, Riodouro (Eiró) e Abadim (Torrinheiras, Porto D’Olho, Travassô, Moinhos de Rei e Ponte da Ranha), fizeram igualmente parte deste percurso. Os motards no início da tarde voltaram a Refojos, mais precisamente à Praça da República, permanecendo as motas em exposição no Parque do Mosteiro, enquanto os participantes degustavam os produtos locais desta terra de Basto, nos Claustros do Mosteiro.
foto
A realização do Encontro Ibérico de Motas Antigas, tem anualmente como objectivo aliar, sob a forma de convívio, o gosto pelas motos clássicas, a vontade de conduzir estas “máquinas” repletas de história e a divulgação turística e cultural das áreas e concelhos envolventes ao Município de Penafiel, tentando sempre que possível aliar um programa cultural e lúdico através da realização de espectáculos de música, teatro, entre outros. A gastronomia é também outra das facetas a conhecer.
Esta iniciativa realiza-se todos os anos no fim-de-semana da Páscoa. O programa deste ano, iniciou na Quinta-feira com a recepção aos participantes em Abragão, prolongando-se na Sexta-feira, com a realização do passeio propriamente dito, que percorreu uma distância mínima de 170 Km. No Sábado a motos voltaram à estrada e percorreram mais 150 Km.
O Passeio iniciou-se no Arco de Baúlhe
O Passeio iniciou-se no Arco de Baúlhe
Cerca de 150 pessoas estiveram presentes neste evento, incluindo participantes e acompanhantes abrangendo a faixa etária entre os 35 e os 65 anos. Nesta edição, das cerca de 70 motos participantes, a sua maioria provinha de Espanha. Os exemplares que participaram neste terceiro encontro ibérico datavam de épocas correspondentes aos anos de 1917 e até 1970, incluindo várias motos com sidecar.
Ao apoiar este tipo de iniciativas, a Autarquia Cabeceirense está a contribuir para a diversificação das actividades realizadas no concelho, proporcionando de igual forma o contacto com outras realidades e formas de ocupação dos tempos livres, assim como para promover e divulgar o concelho e as suas potencialidades, turísticas, sociais, ambientais e culturais.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.