Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 03-03-2008

SECÇÃO: Informação

Universidade Sénior entrou em funcionamento

Decorreu no dia 19 de Fevereiro, na Casa Municipal da Cultura, a primeira aula dos alunos inscritos na Universidade Sénior de Cabeceiras de Basto. Autarcas, alunos e professores, marcaram presença e assinalaram a abertura deste «novo serviço» disponibilizado aos cidadãos Cabeceirenses.
Uma iniciativa que resulta da parceria estabelecida entre a Câmara Municipal e a AKRIBEIA – Associação para o Desenvolvimento, que nos últimos meses tem vindo a desenvolver sessões de informação e promoção deste tipo de ensino, direccionado para um nicho da população e que registou o agrado de dezenas de pessoas.

Alunos, professores e autarcas na primeira aula
Alunos, professores e autarcas na primeira aula
Trata-se por isso, de uma resposta social, que tem como objectivo criar e dinamizar regulamente actividades sociais, culturais, educacionais e de convívio, preferencialmente para e por pessoas maiores de 50 anos. As actividades educativas terão um regime não formal, sem fins de certificação e desenvolvidas num contexto de formação ao longo da vida.
As aulas decorrem duas vezes por semana, na Casa Municipal da Cultura de Cabeceiras de Basto, em conformidade com um plano curricular previamente definido que abrangerá disciplinas como informática, inglês, história local, expressão musical e dramática, dança, cidadania, entre outras, com o intuito de proporcionar a aquisição e a partilha de conhecimentos e vivências, e desta forma, momentos de convívio integrados num projecto abrangente e comunitário.

Ocupação dos tempos livres em processo de valorização

Esta é a ideia subjacente ao projecto que visa a ocupação salutar dos tempos livres num processo de valorização, realçou o Engº Joaquim Barreto, Presidente da Câmara Municipal que marcou presença nesta primeira aula. Na ocasião, o autarca agradeceu e felicitou todos os que acederam à iniciativa, que espera, vá de encontro ao desejo de todos e seja bem sucedida.
Por sua vez, o representante da AkRIBEIA, Dr. Nuno Pires, começou por explanar os objectivos deste projecto. Ultrapassada a fase de identificação do grupo, a Universidade Sénior de Cabeceiras de Basto, entrou agora numa nova etapa, com a definição de conteúdos e o desenvolvimento de práticas, num espaço multidisciplinar onde há lugar para todos.
Esta iniciativa contou ainda com o apoio de algumas Juntas de Freguesia Locais.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.