Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 30-11-2007

SECÇÃO: Região

«O rapaz cavaleiro – em nome das coisas simples» vence II Concurso Literário – Conto Infantil

“O Rapaz Cavaleiro – em nome das coisas simples”, foi o conto vencedor do II Concurso Literário de Cabeceiras de Basto. Um texto de autoria de Marlene Correia Ferraz, jovem narradora, a viver em Viana do Castelo, que segundo informação divulgada, já recolheu este ano os prémios, Matilde Rosa Araújo, Afonso Duarte e Jovens Criadores e, no ano passado, o Prémio Nacional do Lions e Jovem Criador, tendo-se estreado, num livro colectivo recentemente editado e onde a sua publicação avulta.
Na cerimónia de entrega de prémios realizada no passado dia 24 de Novembro, na Biblioteca Municipal no Arco de Baúlhe, esta psicóloga de formação, agradeceu à Câmara, a oportunidade que lhe foi dada através da participação no II Concurso Literário – Conto Infantil.

Premiados, Autarcas e demais convidados encheram o Auditório da Biblioteca
Premiados, Autarcas e demais convidados encheram o Auditório da Biblioteca
Um povo culto é um povo desenvolvido

Uma iniciativa que o edil Cabeceirense, Eng.º Joaquim Barreto, considerou ser uma aposta na cultura, sector a que dedica uma parcela significativa do orçamento municipal, por entender que «um povo culto é um povo desenvolvido».
O autarca frisou ainda que além da realização de várias acções de cariz cultural, é também política deste Município, construir equipamentos, recuperar património e dinamizar espaços para a prática cultural.
Neste âmbito, a Câmara Municipal procura de igual forma fomentar o aparecimento de associações, promover iniciativas e envolver a população neste projecto concelhio.
Após agradecer o apoio do júri, que analisou os dezoito trabalhos a concurso, o autarca registou com agrado o êxito da iniciativa literária, que uma vez mais alistou um número significativo de participantes provenientes de vários pontos do país.
Por sua vez, o júri constituído pelo escritor Viale Moutinho e pelos professores Manuel Carneiro e Joaquim Jorge de Carvalho, atribui ainda, em ex-aequo, o segundo lugar aos contos “A Casa-Maçã”, de Ana Rita de Almeida Araújo Francisco Ferreira, de Penalva do Castelo e “Concerto no Parque” de Joaquim da Conceição Barão Rato, de Beja. Em terceiro lugar ficou o conto “Os Pequenos artistas de Gondiães” de autoria de José Manuel da Conceição Baptista, de Alvaiázere.
O Conto vencedor foi dramatizado
O Conto vencedor foi dramatizado
Aos três melhores trabalhos apresentados, neste caso quatro, corresponderam prémios monetários no valor de 400€, 200€ e 100€, atribuídos ao primeiro, segundo e terceiro classificados, respectivamente.




A realização do II Concurso Literário Conto Infantil teve como objectivo divulgar e promover novos talentos literários, estimulando ainda o gosto pela escrita e pela leitura como formas superiores de acesso à educação e cultura, referiu a vereadora Profª Stela Monteiro, que na ocasião agradeceu a participação de todos os concorrentes e tornando possível este evento.
Os trabalhos vencedores foram reveladores de criatividade, imaginação, qualidade literária, organização, coerência, coesão de texto e obediência às características do género em questão, fazendo ainda alusão ao concelho de Cabeceiras de Basto.
Na cerimónia esteve também presente, o Presidente da Junta de Freguesia de Arco de Baúlhe, demais autarcas, convidados e público em geral.
No final, foi dramatizado o conto vencedor deste segundo Concurso Literário – Conto Infantil de Cabeceiras de Basto, registando o apreço de todos os presentes.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.