Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 31-10-2007

SECÇÃO: Última Página

AUTARQUIA APOSTA NA QUALIFICAÇÃO
IPCA ABRE NOVO CURSO EM CABECEIRAS DE BASTO

Perante alunos, professores, autarcas e outros convidados, o Presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Eng.º Joaquim Barreto, o Director da Escola Superior de Tecnologia do IPCA, Prof. Doutor Luís Moutinho e o Presidente da Associação Académica, entre outros responsáveis pela área da formação, procederam no dia 29 de Outubro, à abertura do segundo Curso de Especialização Tecnológica a ministrar neste concelho, no âmbito do protocolo estabelecido com o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave.
Com um total de 16 alunos inscritos, na sua maioria residentes em Cabeceiras de Basto, o “Curso de Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos” que hoje começou, tem a duração de dezoito meses, distribuídas pelas componentes geral e científica, tecnológica e em contexto de trabalho.
Os jovens que frequentam esta especialização tecnológica e que já possuem o 11º ou o 12º ano, ficarão no final com um diploma correspondente à Qualificação Profissional de nível 4, um certificado de aptidão profissional emitido pelo Sistema Nacional de Certificação Profissional, permitindo ainda, prosseguir os estudos e ingressar no ensino superior.

As tunas animaram a festa
As tunas animaram a festa

Um investimento nas pessoas

Na ocasião, o Presidente da Câmara, mostrou-se satisfeito pela consolidação deste projecto, fruto da parceria estabelecida entre o Município e o IPCA, Instituto que desta forma, procura dar resposta às populações do interior como é o caso de Cabeceiras de Basto. Trata-se por isso, segundo informação divulgada, de «uma aposta na valorização e na qualificação dos recursos humanos deste concelho, um investimento nas pessoas para o qual a Autarquia disponibiliza, meios físicos, logísticos e administrativos, no sentido de proporcionar a realização deste tipo de acções, que certamente contribuirão para facilitar a sua entrada no mercado de trabalho». O edil mostrou-se assim, disponível para continuar a colaborar seja neste ou em outros Cursos que venham a realizar-se no concelho, em prol da valorização das gentes de Basto e da consequente melhoria da qualidade de vida das pessoas.
O autarca referiu a propósito que uma terra sem pessoas não tem valor e como tal é necessário dar-lhes especial atenção para que daqui a uns anos, estes jovens estejam em condições de contribuir para o progresso do concelho.
Aos alunos deixou uma palavra de incentivo, já que «um novo ciclo se abre para este grupo, de quem espera empenho e dedicação, uma aposta na qualificação que permitirá certamente, uma inserção mais fácil no mercado de trabalho ou continuar os estudos».




O Director da Escola Superior de Tecnologia do IPCA, Prof. Doutor Luís Moutinho, referiu na sua intervenção, que a frequência desta acção permite a formação de técnicos especialistas em redes e sistemas informáticos, uma área transversal a vários sectores de actividade, cada vez mais presente e cada vez mais necessária para o desenvolvimento desta região do Cávado e do Ave. Desenvolvimento, este que se pretende seja produtivo e empreendedor, assente na inovação e nas novas tecnologias. Referiu ainda, que se trata de uma oportunidade que os alunos têm ao dispor e que devem aproveitar.
Após a intervenção do Presidente da Associação de Estudantes do IPCA, que na ocasião deu as boas vindas aos novos colegas que agora passam a integrar este Politécnico, a jornada prosseguiu no início da tarde com o baptismo dos caloiros na Praça da República. O dia terminou com um convívio entre caloiros e “doutores” e um animado encontro de Tunas Académicas, no edifício multiusos do Mercado Municipal, abrilhantado pela actuação da MARIFONTUNA – Tuna Feminina do ISAVE, CARICATUNA – Tuna Académica do ISAVE, TAIPCA – Tuna Académica do IPCA e a Tuna Feminina do IPCA.
Este dia dedicado aos estudantes foi uma iniciativa da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto com o apoio da empresa Emunibasto e a colaboração do IPCA e da Associação Académica, que as entidades envolvidas pretendem repetir e fortalecer.
De referir ainda que, neste âmbito, estão em curso em Cabeceiras de Basto, dois CET’s, nomeadamente o de Banca e Seguros e de Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos, fruto desta profícua parceria estabelecida com o IPCA e, para cuja concretização, a Autarquia Cabeceirense já disponibilizou um valor na ordem dos 52 mil euros.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.