Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 31-10-2007

SECÇÃO: Região

VARIANTE QUE LIGA AUTO-ESTRADA (ARCO DE BAÚLHE) A CABECEIRAS DE BASTO EM EXECUÇÃO

Decorrem a bom ritmo os trabalhos de construção da variante que em breve vai ligar a as vilas de Cabeceiras de Basto e Arco de Baúlhe. Movimentos de terra, demolições, rompimentos já estão a ser executados pela maquinaria ali colocada para dar andamento à obra que dentro de 15 meses deverá estar concluída.

Máquinas rompem "a todo o vapor" esta nova via
Máquinas rompem "a todo o vapor" esta nova via
Acauteladas todas as formalidades legais, as máquinas rompem a «todo o vapor» esta importante via rápida com quatro quilómetros de extensão que ligará o Nó da Auto-estrada A7 à sede do Município. Um investimento na ordem dos 18.125.800,00 Euros (três milhões e seiscentos mil contos) está em curso neste concelho.
Recorde-se que a construção desta variante se reveste de grande importância para Cabeceiras de Basto, garantindo a segurança e a qualidade de vida das pessoas, nomeadamente, na Vila de Arco de Baúlhe. Isto porque, a sua execução vai contribuir para diminuir a distância e o tempo entre o principal centro do Concelho e a Auto-Estrada, assim como uma maior dinâmica empresarial, já que tem o seu termo junto aos Parques Industriais (Lameiros e Olela), servindo e favorecendo de igual forma a sede do Concelho e as freguesias mais isoladas situadas a Norte, bem como, alguns lugares no Concelho de Celorico de Basto, nomeadamente, as freguesias de S. Clemente e Ribas. Por outro lado, esta variante vai facilitar a circulação de viaturas e de cidadãos, no centro da vila Arcoense, aumentando a segurança das pessoas, nomeadamente os cerca de 500 alunos que diariamente se deslocam para a EB 2,3 do Arco.
Homens e máquinas rasgam a Variante
Homens e máquinas rasgam a Variante
Recorde-se que a obra começou no dia 7 de Setembro, data em que o Secretário de Estado das Obras Públicas e das Comunicações, Dr. Paulo Campos, se deslocou a Cabeceiras de Basto para presidir à cerimónia de assinatura do auto de consignação da obra da Variante às EENN 205 e 210, em Arco de Baúlhe, tal como é designada, culminando desta forma um longo processo que actualmente se encontra em execução pela empresa Mota-Engil – Engenharia e Construção SA.
Ao que apuramos, a Câmara Municipal está a colaborar com a Estradas de Portugal, dando-lhe o apoio necessário, por forma a garantir a segurança e o cumprimento dos prazos, procurando evitar e minimizar as complicações que uma obra desta dimensão sempre acarreta.

INVESTIMENTO DE
3 MILHÕES E 600 MIL CONTOS

A variante às EN’s 205 e 210 tem uma grande importância para o desenvolvimento do Concelho de Cabeceiras de Basto, para a segurança e qualidade de vida das pessoas, nomeadamente na Vila de Arco de Baúlhe.
Presidente e Vice-Presidente da Câmara ouvem esclarecimentps dos técnicos das Estradas de Portugal
Presidente e Vice-Presidente da Câmara ouvem esclarecimentps dos técnicos das Estradas de Portugal
Este investimento contempla uma exigência da Câmara Municipal que aquando do encerramento da linha-férrea do Tâmega, em 1989, naquela data, as Câmaras Municipais envolvidas apenas protocolaram a construção da variante do Tâmega, de Amarante até Arco de Baúlhe, ficando de fora qualquer ligação à sede do Concelho de Cabeceiras de Basto. Assim, segundo informação recolhida, em 2001 a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto iniciou junto do Governo um processo que tinha como objectivo a construção de um acesso rápido e seguro, do Nó da Auto-estrada até à sede do Concelho, o que veio a acontecer em 2007. Esta obra encontra-se prevista na Rede Complementar (Outras Estradas) do Plano Rodoviário Nacional.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.