Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-10-2007

SECÇÃO: Região

Estela Vilela Passos apresenta livro em Cabeceiras de Basto

“Os Almeida Barreto na história de Mazagão” é o título do livro lançado no13 de Outubro, na Casa Municipal da Cultura, em Cabeceiras de Basto.
É autora da obra a Dr.ª Estela Vilela Passos, professora aposentada do Ensino Secundário e especialista em Genealogia e Heráldica.
Natural deste concelho, esta historiadora tem já outros títulos publicados sobre a mesma temática, designadamente relativos ao Julgado de Benviver - Pátria e Memórias, Os Antigos Senhores de Soalhães, Os Costados de Gonçalo Veiga França da Rocha e Castro e Novas Interpretações do Foral de Cabeceiras de Basto, A Casa de Paço de Vides- História da Família Os Vilela Passos, entre outros.

foto
A sessão de apresentação do livro, organizada pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e pela EMUNIBASTO, E.M., registou a presença de autarcas e demais convidados que ali se deslocaram para conhecer melhor esta família cuja trajectória deixou marcas na história de Portugal, aquém e além fronteiras, nomeadamente no Norte de África e no Brasil. Os “Almeida Barreto” de Cabeceiras de Basto andaram por aquelas paragens africanas ali deixando o seu testemunho. Recorde-se que Mazagão foi uma antiga possessão portuguesa em Marrocos. Fundada em 1513 como entreposto comercial, resistiu à soberania dos mouros à custa de grande esforço e investimento da coroa portuguesa, para servir os navegadores que faziam a Rota do Cabo. No entanto, em 1769 o Marquês de Pombal, estrategista do reinado de D. José, decidiu que toda a cidade seria transferida para a Amazónia, no Brasil, outra região do controle Português que necessitava de garantias de soberania. Desta forma a fortificação de Mazagão, foi abandonada e destruída, tendo os seus habitantes, partido para o Brasil, onde fundaram a vila de Nova Mazagão, actualmente designada por Mazagão, no estado de Amapá.
Passagens históricas que a autora realça ao longo desta publicação e que a vereadora Stela Monteiro, considerou, aquando da sessão de apresentação, como um importante trabalho cuja edição contribui para desvendar os laços e as relações familiares e sociais estabelecidos, assim como para descobrir um pouco mais das raízes das gentes desta terra de Basto ao longo dos séculos. Trata-se por isso, de um importante contributo para a história concelhia, referiu.
Cumpridas as formalidades, a Drª Estela Vilela Passos, fez uma explanação mais pormenorizada desta obra, cujo tema deixa em aberto, um manancial de vertentes que podem ser estudadas à luz de ciências como a história, a heráldica e mesmo a sociologia. O lançamento da obra terminou com uma participada sessão de autógrafos.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.