Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 30-09-2007

SECÇÃO: Região

Pela Câmara
CÂMARA RATIFICA NOMEAÇÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA EMPRESA BASTO SOLIDÁRIO

Sob a presidência do Eng. Joaquim Barreto, reuniu no dia 27 de Setembro, no edifício dos Paços do Concelho, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto.
Segundo informação divulgada, dos assuntos tratados, o destaque foi para a decisão do executivo municipal em nomear o Conselho de Administração da recém criada empresa municipal BASTO SOLIDÁRIO – Serviços de Acção Social e Cuidados de Saúde, E.M., S.A.
Este órgão de gestão, que é composto por três elementos, passa a ter como Presidente, o Dr. Jorge Agostinho Borges Machado, coadjuvado pelos vogais, Maria Margarida Coutinho Alves Pereira Pinto e Dr. José Luís Maia Ramos.
A nomeação deste órgão de gestão da empresa municipal BASTO SOLIDÁRIO prende-se com a necessidade de dar início à actividade desta empresa municipal.
Recorde-se que a BASTO SOLIDÁRIO, foi criada no dia 22 de Março de 2007 pelo executivo Municipal de Cabeceiras de Basto, que na ocasião decidiu criar uma “Empresa Municipal para Serviços de Acção Social e Cuidados de Saúde”.
Trata-se de uma estrutura a localizar na sede da vila. Tem como principal objectivo garantir a prestação de serviços de interesse geral e a promoção do acesso dos cidadãos a bens e serviços essenciais, designadamente o apoio social e cuidados de saúde, no âmbito das atribuições e competências fixadas aos municípios.

Garantir acesso a bens e serviços nas áreas social e da saúde

Promover o acesso da generalidade dos cidadãos a bens e serviços nas áreas social e da saúde; conceber e desenvolver projectos em domínios específicos de vulnerabilidade social; promover a gestão de equipamentos colectivos e a prestação de serviços de saúde; criar estruturas e prestar serviços de apoio a idosos, crianças ou cidadãos desfavorecidos; bem como, promover a saúde pública; prevenir e combater a toxicodependência; promover os investimentos necessários à consolidação e desenvolvimento da sua actividade, são algumas das atribuições desta nova empresa municipal. Tem ainda como objectivo, assegurar cuidados de saúde continuados e apoio domiciliário; cooperar com outras entidades públicas e privadas no desenvolvimento de programas de saúde e acção social; assegurar o funcionamento da Unidade Móvel para acesso aos cuidados de saúde e outros de âmbito social à população em geral, com especial incidência aos extractos sociais mais desfavorecidos, bem como, gerir os Espaços de Convívio e de Lazer criados ou a criar, investir ou apoiar a construção de equipamentos necessários ao desenvolvimento do objecto da empresa.
A gestão desta Empresa Municipal para Serviços de Acção Social e Cuidados de Saúde deverá, segundo informação divulgada, articular-se com os objectivos prosseguidos pelo Município de Cabeceiras de Basto na área da Saúde e do Apoio Social, visando a satisfação das necessidades de interesse geral, promovendo o desenvolvimento local e assegurando a sua viabilidade económica e respectivo equilíbrio financeiro.
De referir que o concelho de Cabeceiras de Basto dispõe já de algumas unidades de saúde de cariz público, privado e associativo, havendo no entanto, ainda carências ao nível da prestação de serviços de cuidados de saúde e apoio social que importa complementar, nomeadamente no que respeita ao apoio domiciliário às famílias e aos idosos carenciados, fisicamente distantes das unidades de saúde existentes. A empresa municipal terá assim como missão promover o acesso da generalidade dos cidadãos aos serviços mencionados.

António Pinto ocupa cargo na empresa EMUNIBASTO

O executivo municipal decidiu ainda, indicar para o cargo de Vogal do Conselho de Administração da Emunibasto E.M., o Dr. António Manuel Pinto da Silva, que agora suspende o seu mandato como vereador da Câmara Municipal e passa a substituir Maria Margarida Coutinho Alves Pereira Pinto naquela empresa municipal.

Autarquia cede espaço à Junta de Freguesia de Riodouro

O executivo decidiu nesta reunião estabelecer um protocolo de colaboração com a Junta de Freguesia de Riodouro, tendo em vista a cedência das instalações e espaço envolvente da antiga Escola Primária de Eiró, naquela localidade. Trata-se de um espaço devoluto que em breve será aberto à comunidade, onde idosos, crianças e jovens vão interagir, através do desenvolvimento de actividades de lazer e lúdicas. Naquela antiga sala de aulas será criado e dinamizado um Espaço de Convívio e de Lazer, à semelhança do que vem acontecendo em outras freguesias do concelho.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.