Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 30-09-2007

SECÇÃO: Região

A Procissão
A Procissão
FESTAS DE S. MIGUEL E AGRO-BASTO CARTAZ PROMOCIONAL DE CABECEIRAS DE BASTO

Cabeceiras de Basto foi de 20 a 30 de Setembro, o maior ponto de encontro desta vasta região. A Feira e a Festa de S. Miguel de Refojos constituem ao longo dos anos um dos cartazes de maior atracção de público das terras do norte do país. Em época de colheitas agrícolas, esta feira secular que também é festa, traz ao de cima aquilo que de melhor se produz nesta região, assim como as tradições, de que se destacam as corridas de cavalos, os concursos pecuários e as chegas de bois.
As Corridas de Cavalos
As Corridas de Cavalos
Na abertura das festas deste ano, assinalada com salvas de morteiros e a actuação de grupos de Zés Pereiras a anunciar a romaria pelas ruas da vila, destacou-se a realização da feira de gado cavalar e também um programa de animação diversificado que ao longo dos dez dias animou milhares de visitantes. A actuação de vários grupos de música e de dança, tais como o Quadrângulo, “Augusto Canário e Amigos”, o Grupo de Dança Infantil e Juvenil do Ginásio Companhia Atlética, o consagrado grupo musical Delfins, a Orquestra Ligeira do Exército, as sessões de cinema, a “Ronda dos Quatro Caminhos”, os cantadores ao desafio acompanhadas pelas concertinas, o reconhecido cantor popular Marco Paulo, as conceituadas Bandas Cabeceirense e de Vale de Cambra, o espectáculo equestre pela Reprise de Mafra, os Ranchos Folclóricos “Os Campinos de Vila Chã de Ourique”, de Santarém, de “S. Paio de Oleiros” de Castelo Brancos, da “Torredeita”, de Viseu, o Rancho Folclórico da Ribeira, de Ponte de Lima e um espectáculo Hípico no Centro Hípico de Cabeceiras preencheram o diversificado programa apresentado pela Comissão de Festas.
O Folclore
O Folclore
Destaque também para as tradicionais corridas de cavalos em passo travado organizadas pela Associação de Criadores de Cavalos Garranos, o III passeio equestre, as corridas de cavalo a galope, uma gincana de jumentos, bem como, a secular feira de gado bovino e o concurso pecuário, aberto à participação dos distritos de Braga e Vila Real, realçaram a importância e promoveram as raças autóctones.
A Música Filarmónica
A Música Filarmónica
Das Festas sobressaiu ainda o tradicional Baile de Outono, organizado pelo Atlético Cabeceirense, o Cortejo Etnográfico, os grupos de bombos e gigantones que animaram as ruas da vila, as concorridas e apreciadas chegas de bois, que deliciarem o público presente e uma espectacular sessão de fogo de artifício, que registou o agrado da multidão.
O ponto alto das festas aconteceu com as cerimónias religiosas, respectivamente, a missa solene e a majestosa procissão em honra de S. Miguel, que encheu as principais artérias da vila com milhares de forasteiros e de cabeceirenses.
A Corrida de Jumentos
A Corrida de Jumentos









Marco Paulo
Marco Paulo












© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.