Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 30-09-2007

SECÇÃO: Opinião

foto
Leitura(s)

“Muros” é a minha proposta e do livro que agora sugiro diz-se o seguinte: “Vidas. Emoções. Dias que se resolvem, noites que se atrapalham de incertezas. Júlio Machado Vaz, conhecido psiquiatra, especialista em sexologia, experimenta desta feita os domínios da ficção. Uma ficção inundada dos muitos rostos e pessoas que conheceu no trabalho e fora dele. Sem compartimentos estanques, extravasa, a cada página, a sensibilidade de quem sabe ouvir.”
foto
Júlio Machado Vaz (nascido no Porto em 1949) é um dos mais conhecidos psiquiatras portugueses, com vasta experiência no ensino e terapia sexual. Depois de títulos como “O Sexo dos Anjos”, “Este Difíceis Amores”, “Olhos nos Olhos: Histórias do Sexo e da Vida”, “Muros” conta os dilemas e dúvidas de pessoas como nós. Levando à ficção toda a sua experiência de terapeuta, mergulhamos pela sua escrita no mundo interior de pessoas (personagens) que reconhecemos próximas.
“Muros” era um livro que há muito queria ler, sobretudo porque parte das minhas férias é, de há uns anos para cá, passada nesta localidade situada no Norte de Espanha. Foi o principal motivo. Li-o, finalmente, e precisamente quando me encontrava nesta bela vila piscatória. Gostei da história, das personagens, das “imagens”, dos sentimentos expressos, da interessante forma de escrita, diferente do tipo de discurso a que estamos habituados por parte deste escritor. Estes são motivos mais do que suficientes para ler este romance onde é retratada a vida e os relacionamentos de uma família através de três gerações que se interligam, estando o Porto e Muros (Galiza) sempre presentes.

Título: “Muros
Autor: Júlio Machado Vaz
Editora: Dom Quixote

Por: Joana Barbosa

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.