Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-07-2007

SECÇÃO: Região

III CONGRESSO INTERNACIONAL DE ETNOGRAFIA

Cabeceiras de Basto acolheu nos dias 13 e 14 de Julho, o III Congresso Internacional de Etnografia. Tratou-se de uma iniciativa organizada pela AGIR – Associação para a Investigação e Desenvolvimento Sócio-cultural, que, em colaboração com a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, reuniu durante dois dias no Auditório Municipal desta vila vários especialistas e numeroso público para debater e reflectir problemáticas de enorme interesse e particular actualidade.

O Vice-Presidente, Dr. Jorge Machado na abertura do III Congresso Internacional de Etnografia
O Vice-Presidente, Dr. Jorge Machado na abertura do III Congresso Internacional de Etnografia
“Investigar o uso do conhecimento em contexto de trabalho”; “A entrevista em grupo: formas de desocultar representações e práticas de ser mediador escolar”; “Experiências de escolarização nas falas das crianças de escolas públicas”; “Trajectórias pessoais e identidade(s) profissionais: o caso dos assistentes sociais”; “Música, sonoridades na investigação em antropologia” e “Contos de Rosário” foram os temas abordados numa primeira sessão de trabalhos subordinada ao tema Novas Perspectivas da Investigação Etnográfica, secundada pela abordagem das temáticas “Educação e Saúde” e “Património material/imaterial”.
No segundo dia dos trabalhos a jornada integrou uma quarta sessão de trabalhos alusiva ao Urbanismo, Desenvolvimento Rural e Diáspora, onde foram abordados temas como, “Mulheres em diáspora: margens culturais e busca de sentidos através da entrevista etnobiográfica”; “Etnografia no meio rural, infância, exploração do trabalho infantil e cultura lúdica: assalto à infância no mundo amargo da cana do açúcar”; “A imagem na imagem de si: os primeiros passos de uma etnografia visual”; “Coesão Social, para uma sociedade mais justa”; “Centros Urbanos: imagens e sociabilidades”.

Os temas apresentados revestiram-se de grande importância
Os temas apresentados revestiram-se de grande importância
Cabeceiras de Basto, fórum internacional e interdisciplinar de debate

O III Congresso sobre etnografia pretendeu deste forma, num forum internacional e interdisciplinar aflorar questões como a educação e saúde, o património e o imaterial, num âmbito cultural e social, estabelecendo o confronto entre teoria e prática, que a Associação para a Investigação e Desenvolvimento Sociocultural – AGIR, com o apoio da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e da empresa municipal EMUNIBASTO, pretende levar a cabo, por forma a contribuir para o ideal de desenvolvimento sustentável, com especial enfoque, nos domínios sociais e culturais.
Na sessão de encerramento deste certame, o Dr. Jorge Machado, vice-presidente da Autarquia local, agradeceu à AGIR, a escolha deste concelho para a realização de tão importante evento que trouxe até estas terras, outras gentes e especialistas de várias nacionalidades permitindo desta forma, o debate de temas tão actuais como interessantes, ao mesmo tempo que promove e divulga Cabeceiras de Basto.
Finda a parte técnica do Congresso, os participantes partiram “à descoberta” do património natural e cultural deste concelho.
O Congresso Internacional de Etnografia constituiu-se como mais uma acção que deve ser valorizada porque se trata da afirmação de Cabeceiras de Basto enquanto palco de um evento de natureza internacional, de afirmação das potencialidades do mundo rural e as suas repercussões ao nível local, quer seja de índole económico, cultural ou turístico; porque garante intervenções de elevado nível de mais de uma dezena de investigadores nacionais e estrangeiros e porque consiste em apoiar uma Associação – AGIR – que acreditou neste concelho como alternativa a um centro urbano, valorizando a interioridade, a especificidade e a vivência do mundo rural.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.