Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-06-2007

SECÇÃO: Região

SUBCOMISSÃO PARLAMENTAR DE AGRICULTURA VISITOU CABECEIRAS DE BASTO

A subcomissão parlamentar de agricultura, veio ao terreno contactar com a realidade do país agrícola para assim chamar a atenção da opinião pública para a necessidade de preservar este património específico dos territórios rurais, valorizando todo este efectivo no que diz respeito à sua promoção e comercialização. As raças autóctones geram riqueza e asseguram práticas de preservação do mundo rural nas suas diversas cambiantes, nomeadamente a promoção da economia local e regional, a promoção ambiental e a promoção turística.
Os deputados da Assembleia da República da Subcomissão Parlamentar de Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas, visitaram no dia 12 de Junho, o concelho de Cabeceiras de Basto. Esta iniciativa esteve inserida no âmbito do plano de visitas que a referida Subcomissão se encontra a desenvolver aos sectores estratégicos da agricultura, como a pecuária, o vinho, a horticultura, o azeite, a cortiça, a floresta, os produtos certificados de indicação geográfica protegida (IGP) e de denominação de origem protegida (DOP).

Os parlamentares em visita às modernas instalações da Mútua de Basto
Os parlamentares em visita às modernas instalações da Mútua de Basto
Na ocasião, uma delegação de 20 deputados foram recebidos no Salão Nobre dos Paços do Concelho, pelo Presidente da Câmara, Eng.º Joaquim Barreto, e após uma breve visita ao edifício da Câmara Municipal e do Tribunal da Comarca, no Mosteiro de S. Miguel de Refojos, seguiram para a Mútua de Basto, associação de interesse público, com cerca de doze mil associados, sediada em Cabeceiras de Basto. Uma associação cuja área de intervenção abrange os quatro concelhos de Basto e que tem como principal objecto de acção o apoio aos agricultores, através da prestação de serviços ao nível da sanidade animal, da inseminação, da realização dos seguros agrícolas e outros, assim como a defesa e promoção dos produtos locais, bem como a formação profissional.

Visita a explorações agrícolas locais

Segundo informação divulgada, esta visita às Raças Autóctones teve início no dia 11 de Junho e levou os deputados a passarem por explorações agrícolas em Estarreja (raça marinhoa), em Cinfães (raça arouquesa), em Vila Pouca de Aguiar (raças maronesa, bravia e bísaro) prosseguindo, em Cabeceiras de Basto, com visitas a explorações de bovinos da raça barrosã, de galinhas da raça pedrês e de ovelhas da raça bordaleira de Entre Douro e Minho.
O Engº Joaquim Barreto recebe na Câmara os Deputados da Assembleia
O Engº Joaquim Barreto recebe na Câmara os Deputados da Assembleia
A propósito desta visita o Dr. Miguel Ginestal, presidente da Subcomissão, disse que «esta visita pelas raças autóctones tem como objectivo proporcionar um contacto dos deputados com a realidade destas raças, mas também chamar a atenção da opinião pública para a necessidade de preservar este património específico dos territórios rurais, valorizando todo este efectivo no que diz respeito à sua promoção e comercialização. A valorização das raças autóctones tem uma importância muito significativa, não só porque ocupa muitos produtores e isso significa riqueza, mas também porque assegura um conjunto de práticas de preservação do mundo rural nas suas diversas cambiantes, nomeadamente a promoção da economia local e regional, a promoção ambiental e a promoção turística. Com esta acção pretendemos também chamar a atenção do consumidor, uma vez que ao comprar carnes de raças autóctones, os consumidores estão a adquirir produtos certificados de qualidade e excelência, que garantem segurança alimentar, hoje valor essencial para todos nós». Disse ainda que as raças autóctones têm uma grande importância na manutenção dos ecossistemas e da biodiversidade.
Uma exploração de galináceos da raça pedrês de Riodouro mereceu também a atenção dos Deputados
Uma exploração de galináceos da raça pedrês de Riodouro mereceu também a atenção dos Deputados
O parlamentar não deixou de destacar o trabalho desenvolvido pelo edil cabeceirense, Joaquim Barreto, que na sua opinião «há muito tempo percebeu que a estratégia de desenvolvimento local passa pelo apoio aos produtos locais, aos agricultores e à sua fixação». Referiu também que a Mútua de Basto é um bom exemplo de como se pode e deve apoiar os agricultores.
Finda a visita a Cabeceiras de Basto, a Comissão que integrou deputados dos vários partidos com assento no Parlamento, prosseguiu as visitas passando por S. Torcato, Ponte da Barca e Ponte de Lima.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.