Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 15-05-2007

SECÇÃO: Opinião

PASSOS D’ARCO

foto
FÁBULA DA LUZ

1. Um homem acorda com fome de luz. Sai para a rua, abre muito a boca e engole o sol. Todo o sol. O sol todo, de uma vez só.
2. Ninguém aguenta tanto sol dentro de si. O homem, está claro, morre de indigestão.
3. Ao primeiro minuto da autópsia, assim que o gume clínico invade o morto, o sol sai do homem e o dia devolve-se ao mundo.
4. A uns vinte quilómetros dali, um namorado namora a mulher da sua vida. Na hora antiga, está-se no entardecer. Mas é noite, agora, porque sem sol é sempre noite. Ele e ela estão naquele instante delicado do primeiro beijo, que é um tempo cheio de hesitações e de saliva virginal. E acontece que, a meio do beijo, o sol chega.
5. Tanta luz convence a amada, pelo que casam pouco depois, sob o sol de Maio.
6. Mas ela, de vez em quando, queixa-se: Amor, nunca mais me beijaste como daquela vez.

Por: Joaquim Jorge Carvalho

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.