Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto
Edição de 29-09-2014

Arquivo: Edição de 30-04-2007

SECÇÃO: Região

No âmbito do Ciclo de Conferências “Políticas de Futuro”
Cabeceiras debateu “AUTARQUIAS E DESENVOLVIMENTO”

foto
A Deputada do Parlamento Europeu, Drª Elisa Ferreira, deslocou-se no dia 20 de Abril, a Cabeceiras de Basto para participar na conferência subordinada ao tema “Autarquias e Desenvolvimento”. Uma iniciativa integrada no âmbito do Ciclo de Conferências “Políticas de Futuro” que esta Câmara Municipal está a dinamizar mensalmente desde 2006, com o intuito de, numa perspectiva cívica e política, informar, formar e sensibilizar a população para temas diversos, promovendo o debate em espaço aberto e alargado a todas as áreas e sectores da vida local, assim como, dinâmico e participado por todos aqueles que desejam e lutam por melhor qualidade de vida e desenvolvimento da sua terra. “Autarquias e Desenvolvimento”, marcou também a abertura do programa comemorativo do 25 de Abril, data que a oradora convidada considerou como um momento de rotura no país, que originou a sua modernização e o conduziu ao desenvolvimento económico, social e cultural. A partir daqui as autarquias passaram a ser elos fundamentais de representação da cidadania assumindo ao longo dos últimos 33 anos, um papel crescente como agentes privilegiados do desenvolvimento. Na ocasião a deputada considerou que o 25 de Abril, conduziu também à adesão à União Europeia, projecto político com responsabilidades de paz, democracia e de desenvolvimento económico. Projecto este, que se tem vindo a alargar, abrangendo cada vez mais países, cuja entrada “impõe” a Portugal e aos Portugueses, uma nova postura no nosso processo de convergência. Isto porque, apesar de todo o apoio recebido, o país continua com problemas estruturais fortes que demoram tempo a ser resolvidos. Há dinâmicas diferentes nos vários países. O nosso país tem muitas matrizes, o que pressupõe formas diferentes de aplicar os fundos estruturantes. A ex-ministra Elisa Ferreira considerou ainda que o Norte de Portugal é das regiões mais pobres do país, que está a perder a dinâmica da produtividade, embora seja uma das zonas mais populosas. Perante esta situação, a deputada disse que estamos numa fase em que é necessário agarrar projectos e desenvolver parcerias onde os Municípios continuem a desempenhar um papel fundamental quer a nível social, cultural e económico, mas também onde é cada vez mais necessário envolver os cidadãos neste projecto comum, que é o desenvolvimento de Portugal, havendo por isso, necessidade de ajustar o interesse individual ao interesse colectivo.
Finda a conferência que vai na 11ª edição e que trouxe ao auditório municipal pessoas do concelho e do distrito, bem como quadros da autarquia, autarcas e população em geral, o Engº Joaquim Barreto, Presidente da edilidade agradeceu a presença de todos, em especial da oradora convidada que considerou uma mulher determinada na defesa do desenvolvimento do país, sobretudo das regiões do interior. O autarca anunciou ainda que este ciclo de conferências vai continuar atendendo à sua valia técnica, social e política, à diversidade dos temas e à qualidade académica dos prelectores.

© 2005 Jornal Ecos de Basto - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital. Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.